Vitória da FEB, com a tomada de Monte Castello, completa 76 anos

Força, garra e coragem. Esses valores são relembrados neste domingo (21), quando o Brasil comemora os 76 anos da Tomada de Monte Castello na Itália, pela Força Expedicionária Brasileira (FEB), durante a Segunda Guerra Mundial. Às 5h30 de 21 de fevereiro de 1945, a 1ª Divisão de Infantaria Expedicionária (1ª DIE) dava início ao ataque. Dois terços da Infantaria, o Esquadrão de Reconhecimento, toda a Artilharia e a Engenharia estavam comprometidos com a conquista do desafiante objetivo. Foram mais de dez horas de combate até a vitória.

Antes, os expedicionários brasileiros atuaram em outros ataques a Monte Castello, mas sem sucesso. As chuvas e o frio severo prejudicaram o apoio da artilharia aérea e dos veículos blindados nas investidas anteriores. Os combatentes enfrentaram minas terrestres, terra lamacenta e o fogo inimigo.

Finalmente, em fevereiro, com a aproximação da primavera europeia, os combatentes brasileiros tiveram sucesso. Essa vitória foi estratégica contra o Exército alemão, e conquistada pelos soldados brasileiros. A tomada do Monte possibilitou a evolução dos Aliados no Norte da Itália, grupo dos países que o Brasil integrou durante a Segunda Grande Guerra.

Foto divulgação

Porém, Monte Castello custou muito caro à FEB: 478 brasileiros tombaram em combate, sendo 103 no último ataque. O sacrifício não fora em vão. Alguns meses depois, a Itália estava liberada; a Ofensiva da Primavera avançava pelas planícies do rio Pó e o destino da guerra estava selado.

O Coronel Cláudio Skora Rosty, do Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército, relembra que a atuação da FEB nos campos de batalha durou 239 dias e libertou vilas e cidades do nazi-fascismo em prol da liberdade, democracia e autodeterminação dos povos. “Algumas de nossas tropas tiveram em Monte Castello o batismo de fogo. Foi um campo de ensinamento, de instrução de tropa e levou às famílias italianas a esperança, o alento e o humanismo”.

A tomada de Monte Castello representa para o povo brasileiro a determinação e a obstinação do dever cumprido, destaca o Coronel. “A FEB combateu um bom combate, voltou com honra e glória e fez a cobra fumar no território italiano”, completou.

Força Expedicionária Brasileira

Em 1944, mais de 25 mil brasileiros foram enviados à Itália para lutar contra os países do Eixo: Alemanha, Itália e Japão. A FEB foi constituída por uma única divisão, a 1ª DIE, sob o comando do Marechal João Batista Mascarenhas de Morais.

Foto divulgação

O Brasil venceu a guerra ao lado dos Aliados: Inglaterra, França e Estados Unidos, em 8 de maio de 1945. No total, 478 pracinhas morreram em combate e foram sepultados no cemitério de Pistóia, na Itália. Suas cinzas foram transladadas para o Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Rio de Janeiro (RJ), em 5 de outubro de 1960.

 

Fonte: Ministério da Defesa

 

O post Vitória da FEB, com a tomada de Monte Castello, completa 76 anos apareceu primeiro em AEROFLAP.