Um Antonov An-225 com duas fuselagens, daria certo?

O Antonov An-225 é um dos aviões mais incríveis já construídos, especialmente pelo seu design espetacular. O visual do avião divide opiniões no quesito beleza, mas é uma grande sucesso da engenharia aeronáutica de fabricação ucraniana da União Soviética.  

Originalmente o projeto foi feito para transportar um ônibus espacial Buran na década de 80. Mesmo sendo grande, o maior avião do mundo, o projeto não tinha tamanho suficiente para levar o ônibus até a orbita. 

Para que o gigante dos ares conseguisse chegar a estratosfera teria de ter o dobro do tamanho e uma capacidade de combustível muito grande. 

AKS gêmeo-Mriya

O projeto nunca teve um nome, mas tinha um sigla de AKS, que era uma espécie de acrônimo para o “sistema aeroespacial”. O projeto teria aproximadamente 18 motores para fazer o imenso avião carregando o ônibus espacial deixar o solo. Com aproximadamente 421.740 libras de empuxo, em seu peso máximo de decolagem seria para até 1.650 toneladas.

Com uma envergadura de 153 metros teria o dobro da envergadura do Boeing 777X, que hoje é um dos maiores aviões. Os entre eixos da aeronave teriam 40 metros, seria difícil utiliza-lo em algum grande aeroporto no mundo, já que essa é a largura mínima das pistas segundo as recomendações da ICAO. 

Com esses números ‘iniciais’, quanto seria gasto para se construir uma aeronave desse porte? Isso sem contar o custo de manutenção, além da complexidade de realizar. O projeto da década de 80 seria impossível de se construir dadas as tecnologias da época além dos valores incalculáveis. 

A tecnologia da época não permitia um avanço tão grande de engenharia, a União Soviética não tinha como investir em um projeto dessa dimensão. Além disso, materiais para construção dessa aeronave de dois corpos teriam de aguentar incrivelmente todo o peso do avião, dos motores e do ônibus espacial. 

O sonho ousado nunca foi adiante, até hoje o próprio Antonov An-225 em seu formato ‘simples’ é difícil de ser construído.

O projeto do imenso Antonov 225 de 18 motores, e dois corpos ficou apenas no papel, mas como seria ver um avião desse porte decolando e o quanto ele não impactaria no mundo? Fica a nossa curiosidade para esse ambicioso projeto.

 

Fonte: Aerotime

O post Um Antonov An-225 com duas fuselagens, daria certo? apareceu primeiro em AEROFLAP.