Ethiopian Airlines disse que vai retomar voos com o 737 MAX em breve

O presidente-executivo da Ethiopian Airlines, Tewolde Gebremariam, declarou que a companhia aérea deve voltar a operar com o Boeing 737 MAX em julho deste ano.

A companhia sofreu em março de 2019 com um acidente do Boeing 737 MAX da sua frota, que caiu logo após a decolagem pelos erros no sistema MCAS, e desencadeou em uma paralisação geral da aeronave que durou por volta de 20 meses.

Na entrevista publicada pela CAPA, Gebremariam cita que agora o Boeing 737 MAX é seguro, e nas avaliações da companhia aérea, será possível continuar as operações com a aeronave.

Atualmente a Ethiopian Airlines tem quatro aviões 737 MAX 8, além de pedidos para mais 25 aeronaves que não foram cancelados, apesar das ameaças da companhia.

De acordo com Gebremariam, os responsáveis pela área de segurança da companhia “parecem estar satisfeitos que as modificações exigidas abordarão totalmente os problemas com o projeto do sistema de controle de voo MCAS.”

“Não houve um número significativo de passageiros que se recusou a voar naquele avião, de acordo com a Boeing, então vamos continuar a trabalhar nisso nos próximos meses”, disse Gebremariam.

A Ethiopian, no entanto, ainda não fechou um acordo de compensação com a Boeing, tanto pela questão do acidente como pela paralisação do MAX. No entanto, a companhia está quase fechando esse acordo com a fabricante norte-americana.

 

O post Ethiopian Airlines disse que vai retomar voos com o 737 MAX em breve apareceu primeiro em AEROFLAP.