Azul voará para mais cinco cidades no interior do RS ainda em 2021

Até o terceiro trimestre desse ano, a Azul deve abrir operações em mais de cinco cidades no interior do Rio Grande do Sul. Nenhuma cidade específica foi mencionada, mas técnicos da companhia já estiveram em diversos aeródromos no RS. Os voos serão realizados com os Cessna Grand Caravan da Azul Conecta. 

Isso será possível através de um programa de incentivo à aviação regional lançado pelo Governo do Estado do RS. No programa, o estado reduz o ICMS sobre o combustível, enquanto a companhia abre mais destinos no interior do estado, movimentando a economia e desenvolvendo a aviação como um todo. 

A GOL também embarcou no programa do governo do RS e deverá expandir suas operações no interior do estado.

A Azul está realizando uma revisão jurídica para concluir o processo de adesão ao programa de incentivo do RS. Assim que a adesão for concluída (ainda não há um prazo para isso), a companhia poderá montar uma operação em uma nova cidade entre 60 e 90 dias, em um cenário ideal. 

O futuro e a infraestrutura

Em coletiva de imprensa online, Vitor Silva, Gerente e planejamento de malha da Azul (responsável pelo desenvolvimento da empresa com novos destinos e voos), falou sobre os projetos da companhia para o RS. 

A companhia já realiza voos em Porto Alegre, Pelotas, Santa Maria, Passo Fundo, Uruguaiana e Santo Ângelo e Caxias do Sul deve aumentar a malha adicionando mais cidades nos próximos trimestres.

No projeto Verão Azul Conecta, realizado entre 17 de dezembro e 31 de janeiro, a Azul Conecta fez mais de 200 voos ligando Porto Alegre à Canela (Gramado) e à praia de Torres, transportando mais de 1200 clientes, sendo 400 em conexão.

Vitor afirma que houve um grande desafio com a baixa infraestrutura dos aeroportos, mesmo empregando aeronaves Grand Caravan que não precisam de tanta infraestrutura.

Sobre a regularidade baixa de Canela (89,4%), Vitor diz que a meteorologia é uma grande culpada, já que o aeroporto não opera sob condições de voo por instrumentos. Todavia, o gerente afirma que “o projeto atendeu 100% das expectativas”. 

Das sete bases da Azul no RS, apenas Passo Fundo, no norte do estado, ainda não recebeu voos da companhia, pois o aeroporto está em obras que, segundo Vitor, a própria já vinha solicitando há três anos. A Azul deve retornar os voos para Passo Fundo no dia 12 de maio, assim que as obras na pista forem concluídas.

Foto: Diário da Manhã

Vitor disse que já foram feitas solicitações ao estado em relação à infraestrutura  dos aeroportos, muitos dos quais não têm balizamento noturno ou condições de operação IFR (voo por instrumentos), diminuindo as capacidades operacionais da companhia para atender as demandas, por exemplo, no inverno, quando há grande incidência de nevoeiros. 

“Esperamos conseguir melhorias de infraestrutura junto com o acordo de ICMS para permitir que a gente comece a operar em mais cidades, desenvolvendo a aviação como um todo.”

Uruguai

A partir de março, a Azul deve voltar a fazer voos diários entre Porto Alegre e Santa Maria, região central do RS. Questionado sobre um possível voo direto entre Santa Maria e São Paulo, Vitor explica que prefere desenvolver, primeiro, um segundo voo para a capital gaúcha, pois um voo direto entre Campinas (SP) e Santa Maria conflitaria com os voos de Porto Alegre.

Para 2021, a Azul objetiva restabelecer 100% da capacidade que tinha antes da pandemia, incluindo os voos internacionais para o Uruguai. A companhia operava voos entre Porto Alegre e Montevidéu, além de Punta del Este na alta temporada.

”Infelizmente ainda não voltamos a operar esses voos pelo fechamento das fronteiras com o Uruguai”, afirmou o gerente que logo em seguida disse que a companhia deve voltar com os voos para o país assim que as fronteiras forem reabertas. 

A320 da Azul em Porto Alegre. Foto: Gabriel Centeno.

Vitor afirma que a companhia aumentará a utilização dos Airbus A320/321 que têm mais capacidade de passageiros que os E195. O maior número de assentos permite redução do preço das passagens, o que, logicamente, atrai mais passageiros também.

Ele também ressaltou que as aeronaves “são de nova geração”, o que torna as operações mais limpas, de acordo com as políticas de preservação do meio-ambiente e redução de impactos ecológicos.

O post Azul voará para mais cinco cidades no interior do RS ainda em 2021 apareceu primeiro em AEROFLAP.