Brasil e Estados Unidos realizam exercício combinado entre Forças Armadas

 Militares de uma Companhia Paraquedista do Exército Brasileiro participam da Operação Culminating, treinamento combinado inédito entre o Brasil e os Estados Unidos da América (EUA). Para acompanhar a capacitação, o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, esteve em Fort Polk, no estado de Louisiana, nos Estados Unidos. Ele foi recebido pelo Comandante do Comando do Sul dos EUA, Almirante Craig Faller, e pelo Comandante-Geral das Forças do Exército dos Estados Unidos, General Michael Garrett.

Fernando Azevedo emocionou-se ao dirigir-se aos paraquedistas, recordando a importância do momento e a parceria entre as Forças Armadas dos dois países. “A nossa história começa na II Guerra Mundial. A Força Expedicionária Brasileira ombreou com os americanos, nos campos da Itália, contra o nazi-facismo. Em seguida, uma equipe de paraquedistas pioneiros veio para a 82ª Divisão Aerotransportada colher os ensinamentos da tropa aeroterrestre e iniciou a atividade do paraquedismo militar no Brasil. Em 2021, voltamos ombro a ombro neste exercício, inédito para uma tropa sul-americana”, discursou o Ministro.

Foto: Ministério da Defesa

Durante a visita do ministro à tropa, o Almirante Craig Faller dirigiu-se aos militares. “Vocês serão testados. Tenho plena confiança nas suas lideranças e habilidades”, afirmou. O Comandante do JRTC, Brigadeiro-General David Doyle, explicou que os militares passam por intenso processo de avaliação junto com os combatentes norte-americanos.

Os brasileiros fazem parte da Brigada de Infantaria Paraquedista (Bda Inf Pqdt) e, ao se unirem a equipe americana, passaram a integrar o 1-505 Regimento de Infantaria Paraquedista da 82ª Divisão Aerotransportada, organização militar norte-americana. Militares do Comando de Operações Terrestres (COTER) do Exército Brasileiro também participam da Operação Culminating.

Embraer KC-390 FAB
KC-390 da FAB.

As autoridades militares acompanharam o início das atividades, que se deu com o salto noturno dos paraquedistas, lançados pela aeronave brasileira KC-390 Millennium. Essa é a primeira participação da aeronave em um exercício operacional.

Depois do salto, os militares realizaram uma marcha para o combate e conquistaram a fictícia Vila Pennsylvania, protegendo a população local contra o inimigo. O Comandante da Companhia brasileira da Operação Culminating, Capitão Falcão, destacou a preparação da tropa para cumprir a missão. “Nos preparamos, tendo diversas instruções específicas para qualificação dos nossos militares. Fizemos oito exercícios de nível companhia, envolvendo atividades que nos preparassem para o momento que estamos vivendo agora”, afirmou.

Foto: Ministério da Defesa

Integraram a comitiva do Ministro da Defesa, o Comandante Militar do Leste, General de Exército José Eduardo Pereira, o Chefe do Preparo da Força Terrestre, General de Divisão Affonso da Costa, e o Comandante da Brigada de Infantaria Pára-quedista, General de Brigada Helder Braga. Em solo americano, uniram-se às autoridades os adidos do Exército nos Estados Unidos, General de Divisão Josias Pedrotti, e da Aeronáutica e de Defesa, Brigadeiro do Ar Ramiro Pinheiro; o Subcomandante de Interoperabilidade do Exército Sul (ARSOUTH), General de Brigada Alcides Faria Junior; e o Vice-Diretor do Diretório de Estratégia Política e Planos do Comando Sul (SOUTHCOM), Brigadeiro do Ar David Alcoforado.

Exercício Conjunto

A Operação Culminating é um treinamento com elevada simulação de combate e aplicação de modernas técnicas de simulação dos exercícios para operações reais que uma Grande Unidade militar – Brigada – pode realizar. O exercício combinado iniciou dia 3 de janeiro e termina dia 21 de fevereiro, no JRTC, em Fort Polk, nos Estados Unidos. A Operação Culminating finaliza o Plano Conjunto de atividades realizadas entre os Brasil e Estados Unidos ao longo de cinco anos.

 

Via- Ministério da Defesa

O post Brasil e Estados Unidos realizam exercício combinado entre Forças Armadas apareceu primeiro em AEROFLAP.