Mais da metade dos pilotos comerciais do mundo não estão voando

(Reuters) – De acordo com uma nova pesquisa da GOOSE Recruitment e FlightGlobal, mais da metade dos pilotos de companhias aéreas do mundo não estão mais voando em meio à queda na demanda durante a pandemia do coronavírus. Aqueles que ainda voam se sentem menos valorizados por seus empregadores.

Uma pesquisa com quase 2.600 pilotos divulgada na quinta-feira revelou que apenas 43% estavam fazendo o trabalho para o qual haviam estudado, com 30% desempregados, 17% dispensados ​​e 10% em funções sem voar. 

Muitos pilotos que ainda estão voando enfrentaram condições de trabalho deterioradas. A Cathay Pacific Airways, por exemplo, instituiu cortes salariais permanentes de até 58% A Turkish Airways e a Singapore Airlines reduziram temporariamente os salários. 

“Podemos ver o efeito que a pandemia teve sobre os pilotos empregados também”, disse o fundador e diretor executivo da GOOSE Recruitment, Mark Charman, em um comunicado. 

“Um grande número de pessoas está se sentindo inseguro em relação a seus empregos, um número cada vez maior está planejando procurar novas funções este ano, bem como muitos se sentindo menos valorizados por seus empregadores.”

Para os pilotos desempregados da pesquisa, 84% disseram que era devido à pandemia. Antes da chegada do COVID-19, havia escassez generalizada de pilotos, o que aumentou a demanda por aviadores e levou à melhoria dos salários e das condições.

Agora, 82% dos pilotos desempregados aceitariam um corte no pagamento por uma nova oportunidade, descobriu a pesquisa.

Para aqueles que mantiveram seus empregos, os pilotos na Europa relataram ser os mais estressados ​​pelo COVID-19, com os entrevistados citando o risco de contrair o vírus, regras desarticuladas e a possibilidade de serem colocados em quarentena durante um rodízio como entre suas preocupações.

Quarenta por cento dos pilotos disseram que sua saúde mental foi afetada pela pandemia, sendo o número mais alto entre os pilotos mais jovens.

“A quantidade de estresse e ansiedade que a pandemia me causou marcou permanentemente minha visão de vida”, disse um piloto pesquisado.

 

O post Mais da metade dos pilotos comerciais do mundo não estão voando apareceu primeiro em AEROFLAP.