Por medo de voar e contrair a Covid-19, homem mora no Aeroporto de Chicago a 3 meses

Um homem de 36 anos, de nome Aditya Singh, segundo a NBC 5 Chicago tinha um voo marcado para o dia 19 de outubro com destino a Califórnia. Entretanto, o homem decidiu não ir em diante com a viagem pois estava com medo de contrair a Covid-19 em voo.

Desde então o homem vive no Aeroporto de Chicago, se alimenta com o que os passageiros dão a ele em comida e em dinheiro. Adtya foi acusado de invasão além de roubos, o homem foi encontrado por funcionários da United Airlines. 

Além disso, o homem possuía uma credencial de trabalho de um gerente da United, que foi dado como perdido no final de outubro. A acusação de invasão é de uma área restrita do Aeroporto de Chicago aonde o homem dormia e vivia, após ser encontrado as autoridades foram chamadas e detido sob custódia.

“O CDA não tem prioridade mais alta do que a segurança e proteção de nossos aeroportos, que é mantida por uma rede coordenada e multicamadas de aplicação da lei. Enquanto este incidente permanece sob investigação, pudemos determinar que este senhor não representa um risco de segurança para o aeroporto ou para o público que viaja. Continuaremos a trabalhar com nossos parceiros responsáveis ​​pela aplicação da lei em uma investigação completa desse assunto. ” – Departamento de Aviação de Chicago

“Mostra como as coisas podem escapar… Você tem uma ideia no aeroporto e pode passar semanas sem ser detectado. É realmente notável que nos dias de hoje e nesta época de segurança, isso tenha ocorrido. ” – Joseph Schwieterman, Pesquisador.

“Você está me dizendo que um indivíduo não autorizado e não funcionário estava supostamente morando em uma parte segura do terminal do aeroporto O’Hare [ …] E não foi detectado? Eu quero entender você corretamente.” Disse a Juíza Susana Ortiz.

Ainda segundo a Juíza as circunstâncias eram “bastante chocantes pelo suposto período de tempo que isso ocorreu. “Acho que essas supostas ações o tornam um perigo para a comunidade”. Completou. 

Em uma outra audiência, Aditya Singh poderia ser liberado diante do pagamento de fiança no valor de US$ 1.000 com a restrição de não voltar para o Aeroporto de Chicago novamente. Ainda hoje(18), ele permanece preso na cadeia do Condado de Cook.

Aditya tem formação superior em hotelaria, mas atualmente está desempregado e mora com outros colegas em Los Angeles.

 

O post Por medo de voar e contrair a Covid-19, homem mora no Aeroporto de Chicago a 3 meses apareceu primeiro em AEROFLAP.