Brasília (DF) torna-se HUB para fornecimento de oxigênio para Manaus

A partir deste domingo (17), a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará o transporte dos tanques de oxigênio líquido a partir da Ala 1, em Brasília (DF), promovendo, desta forma, maior agilidade no cumprimento das missões, com menor tempo de resposta e aumento da capacidade de transporte dos tanques nas aeronaves.

Para tanto, a White Martins, empresa que abastece de oxigênio a cidade de Manaus (AM) neste momento de pandemia, transferiu o seu HUB, ou seja, o centro de distribuição dos tanques de oxigênio líquido de Guarulhos (SP) para a capital federal.

Com a mudança, a FAB poderá otimizar o transporte, aumentando também a carga.

O primeiro voo de Brasília decolou neste domingo (17), às 18h55, com dez tanques de oxigênio líquido, totalizando 13,5 toneladas. O pouso em Manaus está previsto para 23h30, de acordo com o horário de Brasília.

O novo HUB será um centro de distribuição em Brasília (DF) ou ponto de referência, para que as aeronaves façam o carregamento e descarregamento dos tanques de oxigênio líquido, a fim de abastecer os hospitais da capital amazonense, que sofrem com a falta do insumo para tratar pacientes com o novo Coronavírus.

Por conta da crescente demanda, e da localização geográfica da capital do Brasil com todos os Estados, a Força Aérea passa a atender com maior rapidez aos deslocamentos. O reabastecimento dos tanques de oxigênio, feito pela empresa White Martins, passará também a ser feito no Terminal de Carga de Brasília, na Ala 1, onde uma estrutura foi adaptada para as novas demandas, bem como a atuação do efetivo da unidade militar.

O Comando da Aeronáutica está dedicando permanentemente o esforço do seu efetivo e de suas aeronaves 24 horas por dia e sete dias por semana em atendimento às necessidades da sociedade brasileira no enfrentamento à pandemia da COVID-19.

Desde que foram intensificadas as missões de Transporte Aéreo Logístico para Manaus, há dez dias, a FAB atingiu a marca de mais de 200 horas voadas e mais de 180 toneladas transportadas. 

Estão em constate operação as aeronaves KC-390 Millennium, C-130 Hércules, e C-105 Amazonas, que fazem o transporte de insumos, tanques de oxigênio líquido e de cilindros de oxigênio, além do C-99, responsável pelo transporte de pacientes, acompanhados de equipes de saúde, de Manaus (AM) para outros estados do País. 

 

Operação COVID-19

Proteger os cidadãos é uma das funções precípuas das Forças Armadas. Nesse intuito, o Ministério da Defesa, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira enfrentam, juntos, a pandemia de COVID-19 no País.

A Operação ocorre em um espaço territorial de grandes proporções, nas 27 unidades federativas, com características e necessidades diferentes e com uma população de cerca de 210 milhões de pessoas.

As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, higienização de lugares públicos, dentre outras. 

Na execução dessas atividades, os militares atuam organizados em dez Comandos Conjuntos que cobrem todo o território nacional, bem como no Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE). Esses Comandos reúnem militares das três Forças, que desenvolvem esforços no cumprimento das missões.

Acompanhe a página especial sobre a atuação da FAB na Operação COVID-19.

 

Via: FAB

O post Brasília (DF) torna-se HUB para fornecimento de oxigênio para Manaus apareceu primeiro em AEROFLAP.