Assinatura de contrato para a venda de caças F-35A aos Emirados Árabes pode sair antes da posse de Biden

De acordo com um alto funcionário do Departamento de Defesa, a assinatura de contrato de venda de caças F-35A dos EUA para os Emirados Árabes deverá acontecer antes do fim do governo de Donald Trump.

Isso significa que quando Joe Biden assumir a presidência doa EUA no próximo dia 20, a assinatura já vai ter sido feita.

“Tudo está nessa trajetória” para um contrato assinado antes de 20 de janeiro, disse R. Clarke Cooper, secretário de Estado adjunto para assuntos político-militares, a repórteres em uma teleconferência na sexta-feira.

Três F-35A Lightning II da USAF, taxiando na Base Aérea de Al Dhafra, Emirados Árabes Unidos (U.S. Air Force foto by Staff Sgt. Chris Thornbury)

No ano passado o caminho para a venda de caças F-35 para os Emirados Árabes tomou um caminho certo, após o Departamento de Estado ter aprovado a venda de 50 caças ao país árabe.

No entanto, alguns membros do Congresso norte-americano estão com temor dessa decisão rápida da assinatura.

“Como você pode imaginar, não há um contrato, então eles vão acontecer em diferentes cronogramas … vão ter diferentes assinaturas de contratos, diferentes produções e diferentes entregas”, disse Cooper.

Caças F-35A se preparam para voo até os Emirados Árabes Unidos- Foto:. U.S. Air Force foto por R. Nial Bradshaw

O governo de Israel não gostou muito da ideia de outro país na região ter um vetor de 5º geração igual o deles. Inclusive o governo israelense propôs uma ousada proposta aos EUA  como resposta a venda dos F-35 aos árabes.

Além dos 50 caças F-35A outros equipamentos estão no pacote, como drones 18 drones MQ-9B, bem como mísseis ar-ar e ar-solo munições. Isso tudo gerar um valor estimado em US $ 23,37 bilhões.

 

O post Assinatura de contrato para a venda de caças F-35A aos Emirados Árabes pode sair antes da posse de Biden apareceu primeiro em AEROFLAP.