Após 10 anos em cemitério de aviões, B-52H está quase de volta ao serviço

Depois de ficar mais de 10 anos no 309º Grupo de Manutenção e Regeneração Aeroespacial (AMARG), o famoso Cemitério de Aviões da Força Aérea dos EUA (USAF) no Arizona, um bombardeiro estratégico Boeing B-52H Stratofortress deve retornar ao serviço ativo ainda esse ano. 

B-52
O B-52H Wise Guy durante um voo de testes na Base Aérea de Tinker. Foto: Rob Stephens – Redhome Aviation, via The Aviationist.

Apelidado de Wise Guy, o avião de matrícula 60-034 chegou ao deserto em 2008 após ter voado mais de 17 mil horas. Em seu cockpit um então jovem Capitão da USAF, comandante da aeronave e hoje já na patente de Tenente-Coronel deixou o seguinte recado: “AMARG, esse é o 60-034. Um guerreiro frio que esteve de sentinela pela América desde os dias mais sombrios da Guerra Fria até a Guerra Global contra o Terrorismo. Cuidem bem dela… Até precisarmos dela novamente.” 

A mensagem no cockpit do B-52 Wise Guy. Foto: Hill AFB/USAF.

E a USAF precisou. Em 19 de maio de 2016 um B-52H caiu na Base Aérea de Guam logo após a decolagem. Os tripulantes escaparam, mas agora a Força Aérea precisava de uma aeronave para repôr o bombardeiro recém perdido. E assim o Wise Guy tornou-se o segundo B-52 a ser ressuscitado. O primeiro foi o B-52H Ghost Rider, matrícula 61-007, reformado em 2015. 

O Wise Guy entrou em um longo processo de regeneração, onde todos os seus componentes foram minuciosamente inspecionados. De acordo com o Coronel Robert Burgess, “a aeronave tinha rachaduras nos trens de pouso e estava sem dois motores. Ele também precisou substituir todas as células e mangueiras de combustível, bem como seus pneus.”

O Wise Guy em seu primeiro voo após tantos anos no deserto. Foto: Hill AFB/USAF.

Em maio de 2019 o recém ressuscitado B-52 fez seu primeiro voo após ficar mais de 10 anos parado. A aeronave passou por vários voos de testes durante 2019 e 2020, sem mesmo usar a tradicional pintura em cinza-escuro. Agora o bombardeiro está chegando ao fim de seu processo de regeneração e logo deverá voltar às operações na Base Aérea de Minot, no estado da Dakota do Norte.

Desenvolvido na década de 50, o B-52 Stratofortress é um bombardeiro estratégico com capacidade nuclear. A aeronave pode carregar 31,5 toneladas de mísseis e/ou bombas guiadas e de queda livre. Os B-52 entraram em serviço em 1955 e, apesar da idade, não serão aposentados tão cedo. 

Via The Aviationist

O post Após 10 anos em cemitério de aviões, B-52H está quase de volta ao serviço apareceu primeiro em AEROFLAP.