LATAM prevê alcançar 63% de sua capacidade doméstica no Brasil em janeiro

O Grupo LATAM Airlines anuncia hoje (12/01/2021) a sua malha aérea de janeiro, quando deve operar 40% da sua capacidade global (em dezembro operou 38%).

No caso específico do Brasil, a LATAM deverá operar neste mês até 46% da sua capacidade (retomando 63% da sua operação doméstica e 24% internacional), alcançando 44 destinos no País com até 406 voos diários, sendo 85 nacionais e 15 internacionais.

A companhia acrescenta três novas rotas domésticas, desde o dia 1º de janeiro, são elas: São Paulo/Congonhas – Foz do Iguaçu, São Paulo/Congonhas – Ilhéus e Brasília – Porto Seguro.

Ainda, voltam a operar, também desde o dia 1º, as rotas internacionais: São Paulo/Guarulhos – Bogotá e Rio de Janeiro/Galeão – Santiago. Atualmente, do Brasil para o exterior, a companhia opera 13 destinos: Assunção, Buenos Aires, Bogotá, Boston, Cidade do México, Frankfurt, Lima, Lisboa, Madri, Miami, Montevidéu, Nova York e Santiago.

 

Confira os detalhes da operação da LATAM no Brasil:

  • 46% da operação projetada (em relação a janeiro de 2020)
  • 63% doméstico e 24% internacional
  • Rotas totais em janeiro: 85 domésticas (equivalente a 406 voos diários) e 15 internacionais.
  • Três novas rotas domésticas, começando em 1º de janeiro:
  • Brasília-Porto Seguro (a partir de 1º de janeiro)
  • São Paulo / Congonhas-Foz do Iguaçu (a partir de 1º de janeiro)
  • São Paulo / Congonhas-Ilhéus (a partir de 1º de janeiro)
  • Duas novas rotas internacionais:
  • São Paulo / Guarulhos-Bogotá (a partir de 1º de janeiro)
  • Rio de Janeiro / Galeão-Santiago (a partir de 1º de janeiro)

 

Operação global do Grupo LATAM Airlines:

Com a retomada das rotas nos mercados domésticos nos países onde atua, o Grupo LATAM Airlines estima operar em janeiro de 2021 o correspondente a 40% de sua capacidade (equivalente a 770 voos diários).

Atualmente, o Grupo conecta 112 destinos em 16 países. Das subsidiárias da LATAM, o Chile projeta uma operação de passageiros de 30% para janeiro devido às restrições de mobilidade no País.

A LATAM Cargo prevê um início de ano no qual maximizará o uso de sua frota, principalmente antes de fevereiro, para apoiar a cadeia logística para o transporte de flores vindas da Colômbia e do Equador.

Todas as estimativas estão sujeitas à evolução da pandemia, bem como às restrições de viagens estabelecidas pelos países.

 

Confira no detalhe a Operação das filiais do Grupo LATAM : 

Chile

  • 30% da operação projetada (em relação a janeiro de 2020)
  • 35% doméstico e 27% internacional
  • Rotas totais em janeiro: 15 domésticas (equivalentes a 92 voos diários) e 14 internacionais.
  • Duas novas rotas domésticas:
  • Santiago-Valdivia (a partir de 1° de janeiro)
  • Antofagasta-Concepción (a partir de 4 de janeiro)
  • Nova rota internacional:
  • Santiago-Rio de Janeiro / Galeão (a partir de 1º de janeiro)

 

Colômbia

  • 64% da operação projetada (em relação a janeiro de 2020)
  • 67% doméstica e 61% internacional
  • Total de rotas de janeiro: 23 domésticas (equivalente a 100 voos diários) e 5 internacionais
  • Seis novas rotas domésticas:
  • Cali-Medellín (a partir de 1º de janeiro)
  • San Andrés-Medellín (a partir de 1º de janeiro)
  • Bogotá-Valledupar (a partir de 1º de janeiro)
  • Cali-Santa Marta (a partir de 18 de janeiro)
  • Cali-Barranquilla (a partir de 25 de janeiro)
  • Medellín-Montería (a partir de 25 de janeiro)

 

Equador

  • 30% da operação projetada (em relação a janeiro de 2020)
  • 50% doméstica e 22% internacional
  • Total de rotas em janeiro: mantidas 6 rotas nacionais (equivalente a 17 voos diários) e 3 rotas internacionais.

 

Peru

  • 38% da operação projetada (em relação a janeiro de 2020)
  • 57% doméstica e 31% internacional
  • Total de rotas de janeiro: 18 rotas domésticas (equivalente a 104 voos diários) e 17 rotas internacionais.

 

O Grupo LATAM Airlines reforçou as suas medidas de segurança e higiene, implementando os mais rígidos protocolos recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), das autoridades sanitárias dos países onde opera e da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

Destaque para o atendimento remoto no check-in, limpeza de aeronaves com uso de luz ultravioleta (UV), obrigatoriedade do uso de máscara durante todo o voo, álcool gel disponível no avião, reduzida interação da tripulação com o passageiro, filtros HEPA, entre outras medidas.

A companhia também recomenda que os passageiros consultem mais informações em www.latam.com e todas as restrições de viagem de acordo com o destino de sua viagem diretamente em Restrições de Acesso.

 

Tráfego dezembro 2020

Durante o mês de dezembro, a operação de passageiros do Grupo LATAM Airlines foi de 38,3% (medida em assento por quilômetro disponível – ASK) em relação ao mesmo mês do ano anterior, apresentando uma recuperação gradual nos últimos meses. Nos meses de outubro e novembro deste ano, a operação foi de 26,8% e 33,4%, respectivamente, quando comparada ao mesmo período de 2019.

Esta menor recuperação verificada em dezembro comparada aos meses anteriores é explicada principalmente pelas restrições dos países onde a LATAM opera.

Em dezembro de 2020, o tráfego (medida passageiros por quilômetro pago- RPK) foi de 34,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Isso considerou uma operação de passageiros de 38,3% (medida em assento por quilômetro disponível – ASK) em relação ao mesmo mês do ano passado, então a taxa de ocupação diminuiu 8,4 pontos percentuais para 75,2%.

É percebida uma recuperação gradual nos últimos meses onde a operação de outubro e novembro de 2020 foi de 26,8% e 33,4%, respectivamente, comparada ao mesmo período de 2019.

Em relação ao transporte de cargas, a taxa de ocupação foi de 62,6%, 5,4 pontos percentuais acima do registrado no mesmo período do ano anterior, refletindo o bom desempenho que a LATAM Cargo teve ao longo do ano.

 

O post LATAM prevê alcançar 63% de sua capacidade doméstica no Brasil em janeiro apareceu primeiro em AEROFLAP.